BLOG GARANHUNS ONLINE


 

BLOG GARANHUNS ONLINE

6/recent/ticker-posts script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Pernambuco tem mais de 16 mil cavalos da raça Quarto de Milha registrados



A exemplo do que vem ocorrendo no Brasil, o mercado de cavalos Quarto de Milha em Pernambuco não para de crescer. De acordo com a Associação dos Criadores de Quarto de Milha em Pernambuco (ACQM-PE), o Estado possui cerca de 16 mil animais da raça registrados, número que vem crescendo a uma média de 10% ao ano.



Rodrigo Amorim, presidente da ACQM-PE, atribui a expansão da demanda por cavalos Quarto de Milha no Estado ao crescimento dos participantes em vaquejadas e ao aumento de competições equestres das quais participam mulheres e crianças com idades a partir dos 3 anos, como as provas de tambor. “Os principais parques de vaquejada já estão construindo arenas anexas para esse tipo de prova da qual toda a família pode participar”, revela.


Atenta ao potencial do mercado, a associação está investindo na divulgação da raça por meio de eventos, como o Congresso ACQM-PE, que aconteceu no Parque Santa Fé, em Bezerros, neste final de semana passado. O evento contou com cursos para competidores e de ferrageamento, além de provas de vaquejada para aspirantes e provas de tambor para competidores de todas as idades. Durante o evento foi realizado também o 3º Leilão Quarter Horse, no qual foram oferecidos 38 lotes de animais de alta linhagem. 


No ano passado, o número de cavalos da raça Quarto de Milha comercializados em leilões no País registou um crescimento de 36,6% em relação a 2014, passando de 4.544 animais vendidos para 6.179, movimentando um total R$ 232 milhões, segundo dados daAssociação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM).


Com um total de 1.228 cavalos adquiridos, o Nordeste foi responsável por uma fatia de 28% do total de cavalos Quarto de Milha comercializados, em sua maioria, para práticas esportivas em vaquejada, provas de Tambor e de Trabalho. Os criadores nordestinos ficaram em segundo lugar no índice de compras, atrás apenas dos pecuaristas do Sudeste, que compraram 2.291 animais.

Postar um comentário

0 Comentários