41 mil sacaram FGTS em demissão por acordo após entrada em vigor da nova lei trabalhista


Com a entrada em vigor da nova lei trabalhista, ao menos 41 mil trabalhadores já fizeram saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) após terem entrado em acordo com o empregador para serem demitidos, segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A nova lei trabalhista trouxe a possibilidade da demissão por comum acordo. Nessa modalidade, a empresa paga uma multa menor sobre o saldo do FGTS, de 20% em vez de 40%. O trabalhador pode ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do FGTS. Por outro lado, fica sem direito ao seguro-desemprego.

O levantamento, realizado pelo MTE a pedido do G1, contempla o período de novembro de 2017, quando a nova lei entrou em vigor, a fevereiro deste ano. O total sacado nestes meses por 41.064 brasileiros totalizou R$ 242 milhões, com um valor médio de R$ 5.891 por trabalhador.

informações do g1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma operação deflagrada pela DEIC culminou no confronto de onze suspeitos de cometer o assalto ao banco Bradesco de Águas Belas, Pernambuco,

Mortos pela polícia são Suspeitos de roubar bancos e até shopping; veja identificação

HOMEM E VÍTIMA DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM GARANHUNS