Temer indica que pode desistir de reeleição e diz que chance de ser destituído é zero


O presidente Michel Temer admitiu nesta sexta-feira (4) a possibilidade de não disputar reeleição em outubro. Em entrevista a veículos do sistema EBC, Temer foi questionado sobre se o clima político acirrado poderia fazer com que ele desistisse de disputar novo mandato à frente do Palácio do Planalto.

Com reprovação de 70% de acordo com última pesquisa Datafolha, o presidente foi indagado se acontecimentos como a hostilização que sofreu em São Paulo na terça (1º) o desmotivariam de ser candidato. "Não seria esse fato que me faria desistir da reeleição. Eu posso não ir para a reeleição na medida que eu comece a perceber o seguinte [...] vejo que no chamado centro tem seis, sete, oito candidaturas, o que não é útil porque você tem que fazer com que o eleitor faça suas opções."

O presidente disse não gostar de rótulos e ao ser questionado sobre ocupar o campo político de centro, definiu-se como "legalista". Na entrevista de mais de uma hora, Temer disse ser zero a chance de ser destituído agora, quando faltam quase oito meses para o fim de seu governo. Ele disse ser "pífia" a possibilidade de uma terceira denúncia. O presidente já foi denunciado por duas vezes pelo Ministério Público pelos crimes de obstrução da Justiça, organização criminosa e corrupção passiva. As duas acusações foram suspensas por decisão da Câmara.

informações e imagem folha pe

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HOMEM E VÍTIMA DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM GARANHUNS

Sargento que ejaculou em mulher dentro de ônibus é expulso da PM

Começou às 15h desta quarta-feira (14) o depoimento do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT)