Conta de luz pode ter aumento de 0,5%


Aprovado na Câmara Federal na última terça-feira, o Projeto de Lei (PL) que destrava a venda de seis distribuidoras das regiões Norte e Nordeste pode impactar no aumento de 0,5% da conta de luz dos consumidores, segundo cálculo da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). É que uma das emendas aprovadas no texto garante a isenção do pagamento da fatura por famílias de baixa renda. Com isso, um dos encargos sociais compostos na conta ficará mais alto para os demais consumidores brasileiros.

Caso o PL seja aprovado no Senado e sancionado pelo presidente o texto que foi concluído na Câmara, a Aneel informou que a isenção do pagamento da conta de luz para as famílias de baixa renda que consomem até 70 quilowatts-hora (kWh) por mês deve modificar o atual pagamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) de R$ 2,28 bilhões ao ano para R$ 3,02 bilhões por ano. Isso representa uma diferença na ordem de R$ 742 milhões, um impacto de 0,5% nas contas de luz. Ou seja, com o aumento do número de famílias que podem não pagar as faturas de energia, o CDE, que é um dos encargos inclusos na tarifa, teráaumento. De acordo com a Aneel, em Pernambuco, o novo valor entraria em vigor a partir da aprovação do reajuste anual da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) que acontecerá no próximo ano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma operação deflagrada pela DEIC culminou no confronto de onze suspeitos de cometer o assalto ao banco Bradesco de Águas Belas, Pernambuco,

Mortos pela polícia são Suspeitos de roubar bancos e até shopping; veja identificação

HOMEM E VÍTIMA DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM GARANHUNS