O governo de São Paulo lançou hoje (22) um aplicativo para facilitar que mulheres sob medidas protetivas peçam socorro à polícia. O SOS Mulher permitirá que as usuárias disparem uma mensagem de emergência à Polícia Militar com o acionamento de um botão. O serviço está disponível para cerca de 70 mil pessoas que estão protegidas por decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Para usar a ferramenta, é preciso baixar o aplicativo nas lojas virtuais do Google Play, para o sistema Android, e da App Store, para iPhone. Depois, será pedido um cadastro para que as informações possam ser checadas com o TJSP. O aplicativo emitirá, então, uma confirmação
 e o serviço poderá ser usado a partir de 1º de abril.

O comandante da Polícia Militar de São Paulo, coronel Marcelo Salles, explicou que, ao acionar o aplicativo, o chamado será enviado diretamente ao setor responsável por enviar as viaturas para atender as ocorrências. O socorro ganha agilidade ao pular a etapa de triagem pela qual passam as ligações que são feitas pelo telefone 190.

Os pedidos serão atendidos pela viatura policial que estiver a até 4 quilômetros da pessoa sob proteção. O aplicativo também envia os dados de localização do aparelho celular para a central da PM.

Salles disse que será feita uma ampla campanha para difundir o serviço. “Vamos pedir para prefeituras municipais, sites de secretarias estado para que a gente coloque o banner para que todos saibam que está disponível esse serviço. Cartazes que ficarão afixados nas várias varas de família do Tribunal de Justiça, em todos os fóruns do estado de São Paulo” ressaltou.
Medidas protetivas

No primeiro semestre de 2018, o TJSP expediu mais de 44,3 mil medidas para proteger mulheres vítimas de violência. A maioria das decisões proibiu o agressor de se aproximar da vítima, de familiares dela e de pessoas que testemunharam as agressões (17.106) e em impedir o contato com a vítima (14.842).

Apesar do foco do aplicativo serem as mulheres, que são maioria das que receberam proteção judicial, o serviço também poderá ser usada por homens e crianças que tenham recebido esse tipo de garantia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compre agora aqui com o nosso Parceiro

Três pessoas são detidas com 20,6 kg de maconha em Caruaru



Um casal e um adolescente, de 17 anos, que transportavam 20,6 kg de maconha foram detidos nesta quarta-feira (16), pela Polícia Rodoviária Federal na BR 232, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O veículo utilizado para o transporte do entorpecente possuía registro de roubo e utilizava placas clonadas.
Durante uma fiscalização na rodovia, os policiais deram ordem de parada a um carro, que se evadiu e fugiu em alta velocidade. A equipe realizou o acompanhamento do veículo, que foi abordado no quilômetro 138, próximo ao Sítio Peladas.

Pouco antes da abordagem, um dos passageiros conseguiu fugir e três ocupantes do carro foram detidos. Ao verificar o porta-malas do automóvel, foram encontrados dois sacos contendo diversos tabletes de maconha.

O grupo foi encaminhado junto com o entorpecente à Delegacia de Polícia Civil de Caruaru, que irá investigar o caso.

Rato e flagrado roendo queijo em supermercado


Está circulando nas redes sociais o vídeo produzido por cliente de um supermercado do bairro do Recreio, no Rio de Janeiro. O rato foi visto fazendo a festa em cima de queijos.

O vídeo foi feito no último sábado (12) e mostra o animal andando sobre os queijo e depois roendo uma das embalagens do balcão refrigerado. Revoltados, os clientes acionaram a gerência.

Em nota, o supermercado informou que os produtos do setor envolvido foram recolhidos e devidamente descartados. A empresa também informou que foram realizados procedimentos para garantir a segurança da operação da unidade, onde não foi detectada qualquer infestação, mas a Vigilância Sanitária do Município informou que não foi acionada

PF combate grupo criminoso liderado por presidiários no Maranhão


Por Agência Brasil

Uma organização criminosa especializada em tráfico de armas e drogas é alvo da Operação Intramuros, deflagrada na manhã desta terça-feira (15) em três cidades do Maranhão: São Luís, Imperatriz e Codó. As investigações identificaram líderes de facções que comandavam as ações da quadrilha de dentro dos presídios.

O serviço de inteligência da PF levantou que a organização tinha uma estrutura de comando piramidal com um setor responsável por planejar e realizar tráficos de drogas, armas e outros crimes no Maranhão e em outros estados.

Os policiais federais estão cumprindo 32 mandados de prisão preventiva e 32 de busca e apreensão em endereços dos investigados. As ordens judiciais foram autorizadas pelo juiz Francisco Ronaldo Maciel Oliveira, da 1.ª Vara Criminal de São Luís.

O nome da operação, Intramuros, é uma referência ao fato de algumas lideranças da organização serem presidiários. Os investigados serão indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de armas e organização criminosa.

Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 34 milhões


Por Agencia Brasil

Ninguém acertou o prêmio principal da Mega-Sena e o prêmio estimado pela Caixa Econômica Federal para o próximo concurso é R$ 34 milhões.

As dezenas do concurso 2.197, sorteadas nesta segunda-feira (14), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo, foram as seguintes: 03 - 11 - 29 - 35 - 44 - 57.

A quina saiu para 150 apostas e cada uma vai pagar R$ 20.886,96. A quadra teve 7.727 ganhadores. Eles vão receber, cada um, R$ 579,23.

O concurso 2.198 será realizado na próxima quarta-feira (16). As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 3,50.