BLOG GARANHUNS ONLINE


 

BLOG GARANHUNS ONLINE

6/recent/ticker-posts 1

Polícia prende suspeitos de matar o menino Lucas em Garanhuns



Dois homens presos em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, por suspeita de terem praticado um estupro na cidade confessaram, durante depoimento, o assassinato do menino Lucas Vinicius, de 8 anos. A criança sumiu no dia 15 de julho, depois de sair da casa de um vizinho, e o corpo foi encontrado cinco dias depois no bairro da Massaranduba, nas proximidades da casa da família e do local do desaparecimento. 


Apesar da confissão, a Polícia Civil ainda não chegou à conclusão sobre a motivação do crime nem conseguiu comprovar se Lucas foi vítima de violência sexual. O laudo preliminar dos exames realizados pelo Instituto de Medicina Legal (IML) no corpo teve resultado negativo para estupro, mas segundo os peritos responsáveis pelas análises, a avaliação foi seriamente comprometida pelo estado avançado de decomposição do corpo. Por isso, a possibilidade de um falso negativo é alta.


Os dois homens foram autuados em flagrante pelo crime de estupro praticado contra a mulher e seguem presos e estão à disposição da Justiça. O delegado responsável pelo caso também solicitou à Vara criminal da cidade a decretação da prisão temporária dos suspeitos com base na confissão do assassinato de Lucas.
Garoto foi à casa de vizinho dar recado enviado pelo avô

Lucas Vinicius foi visto pela última vez por volta das 9h da segunda-feira 15 de julho, quando o avô dele, Wanderley José Pontes, 54 anos, dono de um ferro-velho na localidade, pediu que o garoto fosse até a loja de um vizinho dar um recado. A família estranhou a demora no retorno da criança e iniciou buscas por conta própria por volta das 16h.

O vizinho, identificado como Amaury, contou à família ter recebido o recado. Ele foi a última pessoa a ver o menino e afirmou que a criança saiu do local normalmente e seguiu a caminho da casa da família. Além de Amaury, nenhuma testemunha capaz dar alguma pista do que aconteceu com a criança foi localizada. Leandro Ferreira da Silva, pai de Lucas, registrou boletim de ocorrência no mesmo dia do desaparecimento e a polícia deu início as investigações.

Postar um comentário

0 Comentários