BLOG GARANHUNS ONLINE


 

BLOG GARANHUNS ONLINE

6/recent/ticker-posts

Policial rodoviário federal é morto em lanchonete no Recife.

 Foto: Reprodução/WhatsApp

Um policial rodoviário federal foi morto na madrugada deste domingo (10), em uma lanchonete no Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife. Um outro homem ficou ferido durante a ocorrência, segundo a Polícia Civil. A perícia constatou pelo menos três lesões de arma de fogo na cabeça da vítima.


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Eduardo Souza de Lima Júnior tinha 37 anos e estava na corporação desde 2016. Ele atuou na delegacia de Ariquemes, em Rondônia, e havia sido transferido para atuar na sede da PRF em Pernambuco há poucos dias.

O falecimento do policial foi "resultado da violência urbana que combatemos e que tanto custa à sociedade, entristece e indigna toda a nossa instituição", segundo a PRF afirmou, em nota.

Uma equipe da Força Tarefa da Polícia Civil esteve na lanchonete para dar início às investigações. Uma equipe do Instituto de Criminalística também esteve no local.

"Identificamos no mínimo três lesões de arma de fogo na cabeça. Em uma delas, o tiro foi a curta distância. Em uma quarta lesão eu não tenho como dar certeza, porque como estava na parte do cabelo, ficava escondida. Fora essas lesões, não havia nenhum sinal de luta corporal", contou a perita criminal Camilla Brayner, que esteve no local.

A Polícia Civil informou que um inquérito foi aberto para investigar a autoria e a motivação do assassinato. O caso está sob responsabilidade do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Por meio de nota, a Polícia Rodoviária Federal afirmou prestar solidariedade e "irrestrito apoio à família" do policial, que era natural do Recife e deixou a esposa e uma filha. "A PRF não ficará inerte e envidará os seus esforços para capturar e encaminhar os responsáveis por esse ato covarde à Justiça", disse, no texto.

O outro homem ferido, também de 37 anos, foi encaminhado a um hospital não divulgado pela corporação. Por isso, não há informações sobre seu estado de saúde.

Por G1

Postar um comentário

0 Comentários