BLOG GARANHUNS ONLINE


 

BLOG GARANHUNS ONLINE

6/recent/ticker-posts 1

Policia apreende Drogas avaliadas em mais de R$ 3 milhões em Garanhuns.

Foto SSP /AL.

Mega operação realizada em Garanhuns em Maceió nesta terça (26), resultou na apreensão de cerca de 70 kg de cocaína. Batizada de Sufoco a ação policial foi organizada pela Polícia Civil de Alagoas e pelo Denarc em Garanhuns. O objetivo foi prender uma perigosa organização criminosa ligada ao tráfico de drogas. 10 mandados de prisão e oito de busca e apreensão foram cumpridos em Maceió e na zona rural de Garanhuns, em Pernambuco.


Os mandados, expedidos pela 17ª vara Criminal de Maceió, foram cumpridos em Maceió nos bairros do Santos Dumont e Pajuçara. Já em Pernambuco, a operação cumpriu mandados na zona rural de Garanhuns, Para o cumprimento dos mandados durante a operação integrada, foram empregados policiais militares do Batalhão de ROTAM, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). A Polícia Civil empregou policiais da DEIC, do Tigre e da ASFIXIA. Também participam da operação o Grupamento Aéreo da SSP, e o delegado Paulo Bicalho, da 8ª DPRN (Denarc) de Pernambuco.

Até o momento, a operação resulta em seis prisões, sendo quatro em Maceió e duas em Garanhuns. Em Garanhuns, os dois alvos ao receberem voz de prisão atiraram contra as equipes policiais e foram mortos.

De acordo com as investigações, parte das drogas comercializadas em Alagoas eram enviadas por um fornecedor de Garanhuns. Em uma das residências em Garanhuns, foram apreendidos:




70 kg de cocaína

1,150 kg de pasta base de cocaína

1,8 kg de haxixe,

uma pistola calibre 40

uma pistola calibre 765

As drogas apreendidas estão avaliadas em mais de R$ 3 milhões.

De acordo com as investigações, parte das drogas comercializadas em Alagoas pela organização criminosa alvo da operação eram enviadas por um fornecedor de Garanhuns. A operação ganhou o nome de “Sufoco”, pois visa coibir de forma incisiva os grupos criminosos atuantes no estado de Alagoas.






Postar um comentário

0 Comentários