Dia da Mulher: empreendedora da AGE se destaca no comércio de salgados no Agreste de Pernambuco ,

foto divulgação 



A rotina de Thamiris Alves, de 29 anos, residente em Lajedo, a 194 quilômetros do Recife, é bastante corrida. Ela dedica a maior parte do seu dia para trabalhar na linha de produção da fábrica de salgados da família, que já tem uma clientela cativa na região. São escolas, lanchonetes, padarias, hospitais, mercadinhos e até comerciantes informais, fidelizados ao longo dos anos. É dela a trajetória que contamos em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta sexta-feira, 8 de março.

A inspiração da empreendedora veio de outra mulher: sua mãe, Vilma, que possuía um negócio semelhante desde 2000 (e até hoje fabrica os salgados, para festas e buffets). Thamiris começou a trabalhar com ela aos 15 anos e, há oito, abriu sua empresa “La Favoritta”, diversificando o cardápio de salgados oferecidos e conquistando ainda mais clientes. A formalização chegou dois anos depois, em 2019.

A empreendedora buscou a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE) para conseguir crédito e investir nesse segmento. O financiamento de R$ 21 mil, da linha AGE Empresas, possibilitou a compra de equipamentos mais modernos. “Para mim esse crédito foi positivo e surgiu no momento certo. Também estou usando como capital de giro, pois me ajuda a comprar insumos direto das fábricas e revendedores”, comenta Thamiris.

GASTRONOMIA - Formada em Ciências Biológicas, com especialização em saúde pública, e tendo lecionado por cinco anos, ela não conseguia se encaixar na sala de aula. Foi no curso de Gastronomia, sua segunda profissão, que a pernambucana que aprendeu a cozinhar nas vivências na infância na cozinha de casa, finalmente, se encontrou. Hoje, a microempresária conta com duas ajudantes na La Favoritta, que fazem parte de sua família e contribuem ainda mais para o crescimento da empresa.

“As maiores dificuldades que enfrento como mulher e empreendedora são parecidas com as de outros comerciantes. Entre elas, o limite de crédito e o difícil acesso aos insumos aqui na minha cidade, o que me faz estar sempre me deslocando para municípios maiores para fazer compras”, observa.

Para mulheres que sonham em começar um negócio e conquistar seu espaço no universo do empreendedorismo, a dica de Thamiris é simples: “basta ter planejamento para tocar os projetos, muito estudo e, o principal, que é a perseverança. O processo é lento, mas muito gratificante!”, garante ela.


LINHAS DE CRÉDITO - As mulheres que querem iniciar ou ampliar seus negócios, podem encontrar na AGE uma linha de crédito que vai se adequar a sua realidade. O AGE Microcrédito é a melhor opção para as empreendedoras informais ou aquelas que são MEI. Nele, o crédito pode chegar a R$ 3 mil (informais) e R$ 21 mil (MEI). Já o AGE Empresa atende desde a MEI até aquelas que possuem grandes empresas, com empréstimos que podem ir até R$ 3 milhões.

Outra opção é o programa Bora Empreender Mulher, que tem a proposta de promover a qualificação, ajudar na formalização e oferecer microcrédito orientado às empreendedoras no Estado de Pernambuco. As mulheres que finalizam essa trilha podem receber um financiamento de até R$ 4 mil, para as trabalhadoras informais, e R$ 8 mil, para as formais. A iniciativa vem sendo executada por meio da Secretaria de Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo (Sedepe), com a participação da Junta Comercial (Jucepe) e da AGE. O cadastro é feito no site da Sedepe (www.sedepe.pe.gov.br).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IFPE abre mais de 5 mil vagas em cursos técnicos, superiores e de qualificação profissional gratuitos, em Garanhuns e outras cidades de Pernambuco.

Programa de Bolsas de Estudos Universitário oferece vagas ao valor de 300,00 em Garanhuns.

Neoenergia abre processo seletivo para Jovem Aprendiz com vagas em Garanhuns e outras cidades de Pernambuco.