BLOG  GARANHUNS ONLINE

Na Reta Da Notícia WWW.BLOGGARANHUNSONLINE.COM.BR

 As vítimas do triplo homicídio registrado nas primeiras  horas da manhã desta quinta (11) na cidade de Igaci  haviam pedido garantias de vida para se apresentar à Justiça.

A informação foi repassada à reportagem do Alagoas 24 horas pelos advogados das vítimas, Roberto Marques e Alan Amaral.

Segundo os advogados, Sebastião José Severo, o pai, e os filhos Alexandre Porfírio Severo e Fabiano Porfírio Severo pretendiam se apresentar à juíza de Garanhuns, mas temiam pela própria vida, uma vez que vinham recebendo ameaças.


O trio era suspeito de assassinar a golpes de faca peixeira o sargento da Polícia Militar de Pernambuco José Adeildo dos Santos, crime ocorrido em 5 de setembro deste ano, no bairro Severino Moraes Filho em Garanhuns PE.

 O militar, que comandava o grupamento de Caetés, ainda tentou correr após ser golpeado, mas tombou sem vida. Segundo a petição dos advogados, os suspeitos demonstravam “extremo temor de retaliação por parte da família da vítima, que estaria promovendo ameaças”.

                                                                Sargento Adeildo
De acordo com os advogados das vítimas, a petição pedindo garantias de vida aos seus clientes foi encaminhada à Justiça de Garanhuns em 27 de setembro. No entanto, na madrugada de hoje as vítimas teriam sido sequestradas por encapuzados e executadas a tiros no Sítio Capricho, zona rural de Igaci.

Rixa antiga

Em depoimento de próprio punho encaminhado por familiares da vítima à Justiça, Sebastião afirma que a rixa teve início em 2013 quando registrou um boletim de ocorrência contra um militar após sofrer ameaça de morte na porta da sua residência. Três anos depois, Severo afirma – em declaração – ter sido agredido na frente de um oficial de Justiça, dentro da sua propriedade.

Os dois fatos teriam sido registrados na polícia de Garanhuns, sem a devida apuração, segundo alega a família, o que teria dado início a uma rixa entre a família e militares da cidade.

Sobre a morte do sargento Adeildo, Severo alega que no dia do crime havia percebido elementos desconhecidos circulando em um Corola com vidros escuros próximo a sua casa e que teria sido abordado por um dos ocupantes, que abordou ele e o filho afirmando ser policial e que ao tentar sacar a pistola ele o filho avançaram contra o sargento, a título de defesa.

Os corpos do pai e dos filhos foram encontrados nas primeiras horas da manhã de hoje, com tiros na região da cabeça e mãos amarradas. 

(com informações do www.alagoas24horas.com.br vitimas-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Simulador de notas ajuda estudantes a selecionar cursos no Sisu

foto: informações agencia brasil

O Sisu 2019 vai oferecer mais de 230 mil vagas, em 129 instituições públicas de ensino superior em todo o país.
As inscrições começam nesta terça-feira (22) e vão até sexta-feira, dia 25.
Para os curiosos, ansiosos ou precavidos, o Ministério da Educação lançou um simulador de notas.
A ferramenta permite que o candidato veja em quais cursos teria sido aprovado em edições anteriores do processo, por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Para voltar a cursar Direito, curso que começou na Universidade de Brasília, o amapaense Patrique Lima, de 31 anos, fez novamente o Enem. A expectativa é conseguir uma vaga na Universidade de São Paulo (USP). Ele fez a simulação.

O sistema está disponível no site sisu.mec.gov.br. O candidato deve inserir as notas das disciplinas de ciências da natureza, ciências humanas, linguagem, matemática e redação do Enem que tenha participado. Em seguida, deve marcar a alternativa "ampla concorrência" ou "lei de cotas". Entre os filtros disponíveis, a busca pode ser feita por curso, estado e turno.

O Ministério da Educação pretende manter o simulador atualizado e disponível para acesso durante todo o ano. Segundo o MEC, dessa forma, os estudantes vão poder saber o que precisam melhorar no próximo Enem para obter uma vaga no curso de graduação desejado.

PMs são presos por cobrar dinheiro de motoristas em falsa blitz em PE

Policiais presos foram autuados por crime militar na Delegacia de Polícia Judiciária Militar da PMPE (DPJM), no Quartel do Derby — Foto: Débora Soares/G1

Sete policiais militares foram presos suspeitos de simular ações da operação Lei Seca para cobrar dinheiro de motoristas no Litoral Sul de Pernambuco. O flagrante aconteceu quando os PMs realizavam uma falsa blitz em Porto de Galinhas, em Ipojuca, quando foram abordados, segundo a Secretaria de Defesa Social.


A investigação aponta que os policiais paravam de dez a 15 carros por noite nas supostas ações de fiscalização e cobravam entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil para liberar os motoristas, sempre em dinheiro. Eles foram presos, em flagrante, na noite do sábado (19).


A denúncia chegou às autoridades no final de 2018 e uma operação foi montada para flagrar o esquema. A SDS informou que eles foram autuados por concussão, que é a extorsão praticada por servidores públicos, contra condutores abordados em blitz.


Os militares são do 18º Batalhão, sediado no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. Em nota, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, apontou que os policiais podem ser excluídos da PM, após procedimento administrativo disciplinar. As investigações seguem em busca de outras possíveis vítimas.


Segundo a Polícia Militar, os sete foram autuados pelo crime militar de concussão na Delegacia de Polícia Judiciária Militar da PMPE (DPJM), no Comando Geral da PM, no Quartel do Derby, no Recife. O grupo, que ficou detido no Batalhão de Choque, deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (21).


A operação foi realizada pela Corregedoria da SDS com apoio do Batalhão de Operações Especiais da PM (Bope) e Grupo de Operações Especiais (GOE), vinculado ao Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado. Os nomes dos PMs não foram divulgados.
(fonte G1)

FENÔMENO DA NATUREZA FOI REGISTRADO NA REGIÃO DE GARANHUNS VEJA O VÍDEO

Na manhã do ultimo sábado  dia 12 varias cidades do Ageste Meridional, e zona rural de Garanhuns foi atingida por uma Grande ventania, que destruiu varias plantações.
O que provocou os fortes ventos e  um fenômeno chamado vórtice ciclônico de altos níveis, que vem da região Centro-Oeste para o Norte-Nordeste.
 Isso é comum para a região e para este período do ano
 o fenômeno da natureza foi registrado.
 veja o vídeo abaixo.
(Do canal)
Joabson Figueredo

PRF apreende 80kg de cocaína no sertão de Alagoas

Foto  divulgação PRF

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu em Alagoas (PRF), na madrugada de hoje (17), 80 tabletes de substância análoga a cocaína no município de Canapi/AL. O flagrante ocorreu durante fiscalização de trânsito no Km 26, BR 423.
A apreensão foi realizada por volta das 2h50, quando policiais rodoviários federais faziam abordagens próximo à Unidade Operacional da PRF no Carié/AL. Eles pararam um caminhão Hyundai, de cor branca, placas do estado do Ceará, com três ocupantes, sendo o condutor e duas passageiras.
Durante as fiscalizações os policiais notaram nervosismo do condutor, momento em que o homem empreendeu fuga pelo matagal. Suspeitando da atitude do mesmo, a equipe iniciou uma fiscalização minuciosa no interior do veículo, quando localizaram em um fundo falso 80 tabletes de substância análoga à cocaína, totalizado aproximadamente 80 kg. Segundo as passageiras, a droga vinha do Acre com destino a Recife, mas não informaram para quem seria entregue.
A equipe contou com o apoio do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) e Rádio Patrulha (RP) da Polícia Militar em Canapi/AL para realizarem buscas pela região na tentativa de encontrar o condutor do veículo.
A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Mata Grande para procedimentos cabíveis. As duas mulheres foram presas, e poderão responder por tráfico de drogas que tem pena prevista de 05 a 15 anos de prisão.