Três sequestradores foram mortos na manhã deste domingo (25) em Bom Jardim, a 100 quilômetros do Recife, depois de uma intensa troca de tiros com PMs do 22º Batalhão e do Bope. Eles tentavam fugir após terem tomado de assalto uma casa em Surubim fazendo cinco pessoas reféns, duas delas feridas. Com a residência cercada, resolveram sair levando um homem e uma mulher como escudos humanos. O confronto com a PM ocorreu na BR-408. Liberados antes no distrito de Umari, os dois reféns não ficaram feridos.


Na noite de sábado, o trio abordou na estrada um casal de empresários que voltava de Toritama. Identificados como Ednaldo e Eroneide, eles foram obrigados a seguir até a casa onde moravam em Surubim sob a mira dos bandidos. Ao chegar ao local, dois filhos e uma empregada doméstica perceberam a ação e chamaram a polícia, mas os bandidos conseguiram entrar. Na confusão, o empresário e a esposa foram feridos com disparos. 

Com a casa cercada por policiais militares do 22º Batalhão, foram iniciadas as negociações. Os criminosos concordaram em liberar a esposa do empresário e um dos filhos. Permaneceram reféns o empresário ferido, o outro filho e a empregada. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionado para assumir a ocorrência. A cidade presenciou uma grande movimentação de policiais e bombeiros militares, inclusive com apoio de um helicóptero da SDS.

Os sequestradores resolveram sair da casa, no carro da família, levando um dos filhos e a empregada, deixando o empresário ferido, que depois socorrido, juntamente com a esposa. Já os suspeitos foram levados depois do tiroteio à UPA de Surubim, mas não resistiram. Pelos documentos que portavam, um chamava-se Ronaldo Victorino dos Santos, de Guarabira (PB) e outro José Ronaldo da Silva Santana, de Surubim. O terceiro não havia sido identificado.

 do Surubim Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário